08 setembro 2017

Não se limite aos gráficos básicos

Escrito por Vasco Nogueira

Quando pensamos no Excel, o que nos vem à cabeça são longas listas ou tabelas de linhas e colinas cheias de números. No entanto, o Excel é uma excelente ferramenta de apresentação visual de dados sob a forma gráfica. De fato, o Excel é, provavelmente, o software mais usado para criar gráficos.
Já sabemos que um gráfico é uma representação visual de valores numéricos. O Excel proporciona os instrumentos necessários para se criar vários gráficos altamente personalizáveis.
O Excel tem muitos tipos de gráficos tais como Gráficos de Coluna ou de Barras, de Linhas ou de Área, Gráficos Circulares ou em Anel, e assim por diante. Contudo, aqui vamos falar sobre outros tipos de gráficos menos comuns: o gráfico de coluna flutuante, o gráfico de Gantt, o gráfico de Gauge e o gráfico de termómetro.
Apesar de nenhum destes gráficos estar disponível como gráfico padrão, não se preocupe. Vamos ver como criá-los no Excel.

04 setembro 2017

Como o uso de um dashboard pode melhorar o seu negócio

Escrito por Vasco Nogueira

Com o uso de dashboards conseguimos que a análise dos negócios seja mais organizada, concentrando apenas num lugar os recursos para obter e gerar informação.

Quando pretendemos acompanhar a evolução de um ou vários indicadores, que consideramos importantes para a gestão do nosso negócio, tendemos a criar listas ou tabelas (normalmente em Excel) e, não raras vezes, gráficos de suporte. Depois enviamos tudo por email e temos reuniões, em que cada um leva os seus “mapas” e relatórios.

Em consequência, criamos demasiados dados dispersos, temos versões diferentes de powerpoints e corremos o risco de não fazer chegar a informação certa às pessoas certas.

31 agosto 2017

Dados e Informação: a base do conhecimento

Escrito por Vasco Nogueira

Dados e Informação: estas duas palavras estão presentes no nosso quotidiano e, provavelmente, não nos damos conta de que têm “vida” própria. As palavras dados e informação cruzam-se em vários contextos e, em muitos casos, como sinónimos. No entanto, não têm o mesmo significado. Na verdade, os dados antecedem a informação e ambos são a base para o conhecimento.

25 agosto 2017

Como trabalhar com gráficos dinâmicos

Escrito por Vasco Nogueira

Sabia que se pode criar um Gráfico Dinâmico sem criar primeiro uma Tabela Dinâmica? É verdade, podemos criar um Gráfico Dinâmico que seja recomendado para os nossos dados e o Excel criará automaticamente uma Tabela Dinâmica associada.

Um gráfico dinâmico é uma representação gráfica de um resumo de dados exibido numa tabela dinâmica.

Um gráfico dinâmico mostra a série de dados, as categorias e os eixos de gráfico da mesma forma que um gráfico “normal”, mas também apresenta controlos de filtragem interativos para que possamos analisar rapidamente um subconjunto dos dados.

Quando temos uma tabela com imensos dados numéricos ou alfanuméricos é difícil perceber o sentido desses mesmos dados. Para nos ajudar a perceber melhor esses dados, um gráfico dinâmico é uma ótima ferramenta de ajuda.

Os gráficos dinâmicos complementam as tabelas dinâmicas, na medida em que acrescentam uma componente visual aos dados, permitindo, assim, observar comparações, padrões e tendências.
As tabelas dinâmicas e os gráficos dinâmicos são dois recursos preciosos na ajuda à tomada de decisão crítica.

21 agosto 2017

Utilize Tabelas Dinâmicas para analisar os seus dados

Escrito por Vasco Nogueira

O recurso de Tabela Dinâmica é um elemento tecnologicamente sofisticado, capaz de nos ajudar a resolver muitos dos problemas do tratamento do excesso de dados e de como converter isso em informação.

É esta capacidade de analisar os dados e transformá-los em informação fiável que nos vai permitir decidir melhor, mas muitas vezes é difícil saber por onde começar este processo de agregar e consolidar dados.

As Tabelas Dinâmicas são uma excelente ferramenta para resumir, analisar, explorar e apresentar os dados. Podemos transformar imensas linhas e colunas de números numa apresentação de dados de fácil leitura e fazer relatórios sobre esses dados. E quando estes dados são estão relacionados entre si, podemos construir uma Tabela Dinâmica a partir de várias.

Com apenas alguns cliques no rato, podemos também “partir” uma tabela de dados em diferentes partes e produzir, praticamente, qualquer tipo de resumo que queiramos.