17 fevereiro 2015
# Tags
Follow Us

Onde procurar financiamento para o arranque de uma ideia de negócio?

Formação Power BI

  • Live streaming
  • Lisboa
  • Porto
02 February, 2021

Tem uma ideia de negócio tecnológica e não tem dinheiro para a arrancar? Os seus recursos financeiros são limitados e com eles não consegue arrancar a sua ideia de negócio? Saiba quem pode ajudar a financiar a sua ideia de negócio tecnológica. Este artigo responde à questão “Como posso angariar financiamento para a minha ideia de negócio?”.

Uma das principais barreiras à operacionalização de uma ideia de negócio é a falta de recursos financeiros. Quando os empreendedores constatam que não têm uma base financeira sólida para sustentar o arranque da sua ideia de negócio, eles devem procurar meios de financiamento alternativos ou abandonar a ideia.

Este artigo lista diferentes opções para a obtenção de financiamento e destina-se a empreendedores com muitas ideias de negócio e poucos recursos financeiros.

Como posso angariar financiamento para a minha ideia de negócio?

Assumindo que as suas poupanças não são suficientes para criar a empresa na base da sua ideia de negócio, restam-lhe duas opções: procurar financiamento ou desistir. Neste contexto, se acredita muito na sua ideia e se, após uma cuidada análise do seu plano de negócios constatar que o único impedimento para arrancar a empresa é o investimento inicial, você reúne todas as condições para a procura de financiamento junto de entidades de apoio e incentivo à criação da empresa. Segue-se uma lista de opções a considerar.

Microcrédito

O Microcrédito destina-se a pessoas que se encontram numa posição financeira desfavorável em relação às necessidades de financiamento da sua ideia de negócio.

A Associação Nacional de Direito ao Crédito é a entidade que gere as iniciativas de financiamento, funcionando como um intermediário entre os cidadãos e as instituições bancárias, com vista à concretização de projetos de negócio sustentáveis.

O Microcrédito ANDC destina-se a desempregados, jovens à procura do primeiro emprego e a trabalhadores em situação precária. O primeiro passo para a candidatura a este incentivo de financiamento é o preenchimento do formulário de candidatura.

Programas de Incentivos do IEFP

O IEFP – Instituto do Emprego e Formação Profissional oferece programas de incentivos à criação do próprio emprego, aos desempregados ou jovens à procura do primeiro emprego. Estes programas oferecem um conjunto de apoios e de serviços que visam implementar ideias de negócios de pequena dimensão.

O IEFP oferece apoios à Criação de Empresas e apoios à Criação do Próprio Emprego por Beneficiários de Prestações de Desemprego. O empreendedor deve começar por selecionar a opção em que se enquadra, em função da qual deve informar-se junto das entidades competentes para a obtenção do apoio. Neste sitio pode encontrar os principais programas de apoio que são:

  • Criação do Próprio Emprego – destinado a desempregados que beneficiam da Prestação de Desemprego, resultante de uma situação de desemprego involuntário;
  • Criação de Empresas – desempregados há menos de nove meses em situação de desemprego involuntário ou desempregados há mais de nove meses, independentemente do motivo do desemprego;
  • Microcrédito – empreendedores com dificuldades no acesso ao crédito;
  • Investe Jovem – jovens até aos 30 anos em situação de desemprego.

FINICIA

O FINICIA é um programa que oferece o acesso a opções de financiamento de ideias de negócio e projetos empresariais diferenciadores, como sejam aqueles que se encontram na fase de criação da empresa, empresas com menos de quatro anos de atividade, e ainda, projetos com impacto local dentro de uma lista de municípios protocolares.

Na base do financiamento FINICIA estão instituições como:

  • Sociedades de Capital de Risco;
  • Sociedades de Garantia Mútua;
  • Business Angels;
  • Entidades Bancárias.

Incubadoras/Ninho de empresas

As incubadoras de empresas são infra-estruturas que proporcionam as condições favoráveis ao crescimento sustentado das empresas, incentivando os jovens empreendedores a criar a sua própria empresa. Uma das entidades que pode auxiliar os empresários na incubação das suas empresas é a ANJE – Associação Nacional de Jovens Empresários.

Por sua vez, os Ninhos de Empresas são espaços que apoiam os jovens empresários com materiais e serviços técnicos que possibilitam o exercício da atividade empresarial. Para se candidatar a um Ninho de Empresas deve contactar o CACE – Centro de Apoio à Criação de Empresas. O CACE não presta apoio financeiro, mas ajuda o empresário no acompanhamento técnico, formação e instalação da empresas que, por si só, são custos que o empresário não terá de suportar ao recorrer a este tipo de apoio.

Bolsa de Ideias e de Meios

A Bolsa de Ideias e de Meios é um programa de captação de ideias de negócio que facilita o acesso ao financiamento e está integrado no âmbito do programa Empreender +. Esta opção oferece a comparticipação dos custos de acompanhamento do arranque da empresa e facilita o acesso ao FINICIA. Para se candidatar a uma Bolsa de Ideias e de Meios preencha este formulário de candidatura.

Sistema Nacional de Incentivos às empresas

O Sistema de Incentivos às empresas apoia o investimento produtivo de inovação, o empreendedorismo e a Investigação e Desenvolvimento Tecnológico das instituições públicas e privadas do país. O objetivo é promover a inovação, potenciar o desenvolvimento regional e a internacionalização.

Existem três diferentes sistemas de incentivos às empresas:
  • SI I&DT – Sistemas de Incentivos à Investigação e Desenvolvimento Tecnológico: aumento da competitividade das empresas articulando as empresas e as entidades do Sistema Científico e Tecnológico;
  • SI Inovação – Sistemas de Incentivos à Inovação: novos bens, serviços e processos;
  • SI Qualificação PME – Sistemas de Incentivos à Qualificação e Internacionalização PME: melhoramento da capacidade de resposta da empresa aos mercados internacionais.

São exemplos de incentivos o:

Crowdfunding

O Crowdfunding consiste na captação de financiamento coletivo para uma ideia de negócio com interesses coletivos. Para captar múltiplas fontes de financiamento para a sua ideia basta submeter o projeto numa plataforma de Crowdfunding, como por exemplo, a PPL Crowdfunding Portugal, estipulando um montante que seja necessário atingir para o arranque da ideia.

Estas são as principais fontes de financiamento que podem ajudar a concretizar a sua ideia de negócio tecnológica numa empresa de sucesso.

  1. Comentários (0)

  2. Faça o seu comentário
Ainda não existem comentários a este artigo

Deixe os seus comentários

  1. A comentar como convidado. Registe-se ou faça login para aceder à sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Share Your Location

Assine a nossa newsletter e receba o nosso conteúdo diretamente no seu email