24 janeiro 2019

Marketing Digital

Já todos ouvimos falar de Marketing Digital. É um tema atual e que merece toda a nossa atenção. Vamos hoje falar cum pouco sobre este assunto e de que forma a sua empresa pode e deve tirar o melhor partido deste assunto.

Olá! Hoje vamos falar sobre um produto desenvolvido pela Equipa do Portal Gestão, e que se oferece como uma mais valia para a sua empresa: Conectores SAFT para Power BI.

Hoje vou falar sobre como a transformação digital e as aplicações à medida estão interligadas e promovem o sucesso das empresas. Não é um artigo técnico. Vou falar um pouco sobre a transformação digital, o seu significado geral e como as empresas estão a aderir. Vou igualmente falar sobre as aplicações móveis criadas à medida dos negócios, e a forma como esta ferramenta é um melhor aliado de uma empresa para atingir o sucesso.

Olá!
Com a chegada do novo ano, chegam também novidades ao Portal Gestão. Este ano vamos iniciar uma nova modalidade de formação, o live streaming, que a par da formação presencial e da formação online, visa enriquecer a nossa oferta formativa.

Se já ouviu falar em live streaming, mas não sabe realmente do que se trata, vamos tentar ajudar a compreender como funciona e quais as vantagens que a sua utilização implica. Esta tecnologia tem vindo a mudar o mercado dos vídeos online e é cada vez mais utilizada por pessoas e empresas, dos mais variados setores por todo o mundo.

O caminho mais seguro para o Inferno é o gradual – o declive delicado, o piso macio, sem curvas acentuadas, sem marcos, sem sinais. Vem esta frase de CS Lewis, o autor britânico, a propósito das férias de verão e da oportunidade que nos oferecem para travar a rotina e descobrir novas ideias. Aqui ficam alguns esboços do que poderá ser um caminho a seguir a partir de setembro!

A Computação em Nuvem (em inglês, Cloud Computing) evoluiu de uma tecnologia disruptiva para uma inovação válida nas áreas das Tecnologias de Informação e nos modelos de negócio adaptados e adotados pelas empresas que perceberam o seu valor. De uma forma muito simples, a computação em nuvem significa guardar e aceder a dados e softwares pela Internet em vez de utilizar a unidade de disco rígido do nosso computador.

A Inteligência Artificial (Artificial Intelligence, em inglês) é já um dos temas incontornáveis da atualidade. Bilhões de gigabytes de dados produzidos a cada dia, agrupados por dispositivos ligados em rede são o combustível perfeito para o desenvolvimento e crescimento desta tecnologia disruptiva.

A Inteligência Artificial é, no fundo, a simulação dos processos da inteligência humana feita por máquinas, especialmente por sistemas de computador. Estes processos incluem a aprendizagem (aprender com os erros), o raciocínio (aplicar regras lógicas para chegar a uma conclusão), reconhecer padrões (padrões visuais e sensoriais, como também padrões de comportamento) e a inferência (capacidade de conseguir aplicar o raciocínio nas situações do dia-a-dia).

Provavelmente já ouviu o termo "Internet das Coisas" (em inglês, Internet of Things) em algum momento. No entanto, vai ouvi-lo mais no futuro, pelo que deve compreender o que é ou o que significa. A Internet das Coisas é uma realidade, compreendendo várias tecnologias e, ao mesmo tempo, fazendo parte de um quadro tecnológico e social/de negócio mais largo.

É, por isso, sem dúvida, o maior desafio colocados às empresas, entidades, organizações e pessoas nos próximos anos. Este sistema relacionado de aparelhos inteligentes, com capacidade de armazenar, processar e de transferir dados sem necessitar de interação, gera oportunidades que as empresas têm de conseguir converter em (novos) negócios rentáveis.

05 dezembro 2017

O que é o BIG DATA?

A quantidade e variedade de dados que as empresas geram diariamente é gigantesca. Grandes ou pequenas, as empresas têm à sua disposição grandes volumes de dados e têm de saber o que fazer com eles. A capacidade de analisar estes dados, muitos provenientes das redes sociais, e transformá-los em informação será (se já não é) um fator chave de competitividade.

“Business Intelligence” e “Tecnologias de Informação” são dois dos termos mais falados no mundo empresarial. As grandes empresas têm departamentos ou áreas do negócio, que se dedicam ao tratamento de dados e divulgação da informação daí decorrente, pelos vários níveis de decisão. Quanto às pequenas e médias empresas, esta situação dificilmente se verifica. Dada a sua estrutura organizativa e capacidade de investimento, as PME’s tendem a limitar a sua análise de dados às folhas de Excel e esperar que estas resolvam os problemas. Os decisores poderão não ter, deste modo, informação crítica de base para poderem tomar decisões e, estas, ficarão apenas pela superficialidade.