Nas últimas semanas tenho partilhado uma série de artigos a dar conta da crescente importância das aplicações móveis enquanto ferramenta de Business Intelligence. Através destas aplicações, os colaboradores poderão agora aceder à informação da sua empresa em tempo real, a partir de um telemóvel ou tablet, e tomar as melhores decisões a cada momento. Apesar da poupança de custos e tempo já demonstrada, muitos gestores resistem ainda em dar o primeiro passo, receando um investimento avultado à partida ou largas horas perdidas na implementação e ligação com uma origem de dados. Com o PowerApps, o seu trabalho estará largamente facilitado.

Hoje em dia, as empresas encontram-se sob cada vez maior pressão para tomar decisões suportadas em melhor informação, e de forma mais rápida. Por isso mesmo é cada vez mais importante que uma empresa opte pela integração de aplicações móveis de Business Intelligence nos seus processos de gestão, de forma a que os seus colaboradores possam ter acesso a toda a informação necessária em qualquer altura e em qualquer lugar, em tempo real.

No artigo anterior, tive a oportunidade de introduzir a nova plataforma da Microsoft, o PowerApps, que lhe vai permitir criar aplicações móveis de uma forma rápida e sem necessidade de aprender a programar. É esta simplicidade que permite aos próprios gestores pôr mãos à obra e criar soluções à medida face aos desafios do seu próprio negócio! De forma a perceber um pouco melhor o potencial da plataforma, vamos ver alguns exemplos do tipo de tarefas poderão ser levadas a cabo pelo PowerApps…  

Ter um negócio próprio é um investimento que envolve riscos, principalmente no início. É preciso dedicar muito do seu tempo, mas com a tecnologia atual está bem mais fácil gerenciar muitos aspectos de uma empresa.

Para o empreendedor, estar presente na Web já não é sequer uma questão. A maioria das novas empresas testam as suas ideias e lançam-se na Net. A questão que muitos colocam hoje é se vale a pena o esforço de criar o seu próprio espaço ou apoiar-se numa das muitas plataformas online “prontas a avançar”. Vejamos os prós e os contras de cada opção.

Eu sei que o Facebook não é a única solução disponível no que diz respeito às redes sociais, embora por vezes possa parecer. Fiz a minha própria pesquisa e concluí que há muitas outras. A minha questão é saber que alternativa escolher para o meu pequeno negócio. Como saber que rede social escolher?

 

Quando uma empresa decide criar uma plataforma mobile, surge muitas vezes a questão entre optar por uma aplicação mobile ou um site mobile. A resposta a esta questão vai depender inteiramente daquilo que uma empresa quer alcançar, e do que a empresa faz.

A produtividade é um grande problema para as pequenas empresas. Porque actualmente andamos todos muito ocupados, a trabalhar quando, onde e da maneira que queremos (e provavelmente demasiado!) é importante descobrir realmente como usar o tempo com sabedoria.

No dia em que fiz um upgrade para o meu novo iPhone, li um artigo sobre as coisas porreiras que podia fazer com ele. Enquanto lia o artigo, percebi que muitas dessas coisas eram coisas que não sabia e poderia nunca ter vindo a saber se não tivesse tido tempo para ler esse artigo específico. Nesse dia, compreendi uma coisa. A maior parte de nós não tira todo o partido possível do software que possuímos e, definitivamentem nem chegamos perto disso se nos referimos ao nosso novo software.

Na era das redes sociais e das coisas digitais, não se pode dar ao luxo de ter um website fraco. Se a sua concorrência tem um presença online arrasadora e você não tem, você perde. Actualmente, os consumidores olham mais do que nunca para o que está online. Mesmo os empresários que pensam que não necessitam realmente de um com website, estão a perder mais do que pensam. Após ter visitado centenas de websites de pequenas empresas a BizBest compilou, numa lista, os 10 erros mais comuns que as empresas cometem nos seus sites e como pode resolvê-los: