terça, 10 maio 2011

O que é a teoria dos jogos?

A teoria dos jogos é baseada na premissa de que independentemente do jogo e das circunstâncias, há sempre uma estratégia que o levará ao sucesso.

A teoria dos jogos foi concebida não numa sala de aulas ou numa sala de reuniões mas sim num casino. Nos anos 30, quando John Von Neumann era um estudante em Princeton e Harvard era também um espectador atento a jogos de póquer. Von Neumann era mais um génio matemático do que um jogador e o resultado foi a teoria dos jogos, uma introspecção matemática única das possibilidades e probabilidades do comportamento humano.

A teoria dos jogos desenvolveu a sua própria linguagem de dilemas e enigmas. O mais famoso é o Dilema no Prisioneiro. Inventado por Albert Tucker da Universidade de Princeton, o Dilema do Prisioneiro é um cenário imaginário. Dois prisioneiros são acusados do mesmo crime. Durante o interrogatório, em celas diferentes, é-lhes dito que se um confessar o crime e o outro não, o confessor será libertado enquanto o outro cumprirá uma longa pena de prisão. Se nenhum confessar, ambos cumprirão um curto período na prisão e se ambos confessarem receberão uma sentença intermédia.

Analisando as possibilidades, os prisioneiros concluem que a melhor decisão é confessar. Como ambos chegam à mesma conclusão, recebem uma sentença intermédia.

O Dilema do Prisioneiro tem uma falha fundamental: a teoria dos jogos é racional, a realidade não. As empresas que manifestarem interesse na teoria dos jogos tendem a ser indústrias bem reguladas, tais como indústrias de energia, onde há pouca concorrência, ou cartéis (tais como a OPEC na indústria petrolífera). Com um número limitado de jogadores, a jogar com a aceitação das regras, e comportando-se de uma maneira racional, a teoria dos jogos pode fazer sentido para definir quais as melhores jogadas competitivas a fazer.

Em 1994 surgiu um maior interesse na teoria dos jogos depois de ter sido atribuído o Prémio Nobel da Economia a três pensadores reconhecidos: John Nash, John Harsanyi e Reinhard Selten. Em particular, o precocemente brilhante Nash é o criador do Equilíbrio de Nash (Nash’s Equilibrium): o ponto onde nenhum jogador pode melhorar a sua posição por mudar a sua estratégia. Num jogo, os jogadores irão mudar as suas estratégias até atingirem o equilíbrio.

Num exemplo clássico, uma indústria inclui duas empresas competitivas. Cada uma determina o preço dos seus produtos. Se ambas determinarem preços elevados, maximizarão os seus lucros. Do mesmo modo, se ambas determinarem os seus preços por níveis mais baixos, continuarão a ser lucrativas. O problema chega quando elas escolhem diferentes níveis de preços. Se uma determinar preços elevados e a outra preços baixos, a empresa com o preço mais baixo faz, de longe, mais dinheiro. A solução óptima é ambas terem preços elevados. Um problema que acontece é que se uma empresa tem um preço alto, a outra empresa baixa o preço do seu produto e vice-versa. Eventualmente, ambas as empresas acabam por ter preços baixos e menos lucros.

A lição a tirar deste e de outros cenários explorados pela teoria dos jogos é simplesmente que as interacções entre empresas e outras organizações são interdependentes. Se uma empresa decide fazer um investimento deve considerar como é que os outros – sejam eles concorrentes, clientes ou fornecedores – irão reagir.

A teoria dos jogos é melhor vista como uma maneira de considerar o futuro, uma ferramenta para levar as pessoas a pensar. Como um guia racionalista para paradoxos de negócio, é uma ferramenta poderosa. Em vez de procurar estratégias guiadas pelo cenário ganha-perde (win-lose), as empresas começam a explorar o mérito de outras estratégias que podem ser ganhar-ganhar (win-win), com benefícios mútuos para ambas as empresas, para os seus clientes, os seus fornecedores e até mesmo os seus concorrentes.

  1. Comentários (0)

  2. Faça o seu comentário

Comentários (0)

Ainda não existem comentários a este artigo

Deixe os seus comentários

  1. A comentar como convidado. Registe-se ou faça login para aceder à sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Share Your Location