terça, 29 março 2011

O que é o break even point?

Muitos gestores tomam decisões com base neste indicador. O break even point é o momento a partir do qual um projecto de investimento gera fluxos de caixa suficientes para justificar a sua existência. Por outras palavras, é a partir do momento em que se antige o break even que um projecto começa a ser rentável. O break even é o ponto de equilíbrio.

O break even point também pode ser medido em termos operacionais, ou seja, também podemos fazer o seu cálculo em função das vendas, preços ou margens a partir das quais um projecto é rentável.

Por exemplo, uma nova loja pode levar dois anos até antingir o break even. Durante a fase de arranque tem despesas com a instalação, obras, angariação de novos clientes, etc. Ao fim de algum tempo entra em velocidade cruzeiro e as suas entradas de caixa superam as saídas. Mas também podemos verificar que uma loja pode ser rentável a partir do ponto em que as suas vendas superam um determinado valor mensal ou quando tem mais de um certo número de clientes. São muitas as simulações que os gestores podem fazer usando o break even point para avaliar a sua rentabilidade.

  1. Comentários (1)

  2. Faça o seu comentário
This comment was minimized by the moderator on the site

Gostaria de levantar uma questão sobre este tema:

Um futuro empreendedor ao recorrer a este indicador, precisa realmente de saber quanto precisa de facturar (fluxo financeiro de entrada) para cobrir os seus custos totais (fixos e variaveis)...

Gostaria de levantar uma questão sobre este tema:

Um futuro empreendedor ao recorrer a este indicador, precisa realmente de saber quanto precisa de facturar (fluxo financeiro de entrada) para cobrir os seus custos totais (fixos e variaveis) que representem fluxos financeiros de saida reais.

Como tal, na minha opinião, não faz sentido calcular o BEP numa optica contabilistica. Por exemplo, incluindo nos CF as amortizações do exercício e excluir o serviço da divida (juros + prestação).

Num projecto de investimento, caso seja apurado IRC no primeiro ano de actividade, este deve ser contemplado nos CV, pois embora o lucro apurado possa não ser real, mas o pagamento do imposto representa claramente um fluxo de saida real.

Gostaria de saber a vossa opinião.

Obrigado.

Cumprimentos,
João Barroca.

Leia Mais
João Pedro Tomásia Barroca
Ainda não existem comentários a este artigo

Deixe os seus comentários

  1. A comentar como convidado. Registe-se ou faça login para aceder à sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Share Your Location