A Validação de Dados é uma funcionalidade do Excel muito útil, na medida em que podemos restringir o tipo de dados ou os valores a inserir em células, minimizando, assim, o risco de erros “indesejáveis”. Por outras palavras, esta funcionalidade permite otimizar a introdução de dados e, ao mesmo tempo, garantir a qualidade dos mesmos.

Um projeto de investimento, independentemente do seu local de implementação, deverá contemplar como fase prioritária a elaboração de um conjunto de estudos técnicos multidisciplinares que permitam analisar a viabilidade técnica, económica e financeira do negócio com rigor e coerência.

Quando pretendemos mostrar dados de forma sintetizada e apelativa, devemos utilizar um gráfico. Os gráficos são uma ferramenta poderosa para a comunicação dos dados que estão “presos” nas folhas de cálculo do Excel, permitindo rapidamente estabelecer uma relação entre eles e perceber o seu significado.

Neste artigo, iremos abordar a utilidade do Gráfico de Cascata. Este gráfico é um dos novos gráficos do Excel 2016 e é útil para entender como um valor inicial (por exemplo, o valor de stock inicial) varia em função de valores positivos e negativos.

Quando temos uma ideia de negócio, começamos com expectativas. Quando elaboramos o Plano de Negócios, “criamos” previsões para sustentabilizar o sucesso da nossa ideia. A previsão é, nos negócios, um aspeto determinante na estratégia de curto e longo prazo e no processo de tomada de decisão. Quer seja nas vendas, no marketing, na área financeira ou operacional, quanto mais a previsão se aproximar da realidade melhor será a concretização das nossas expectativas iniciais e mais perto estaremos de alcançar o sucesso.

19 março 2018

BSC: visão e estratégia

Escrito por

O Balanced Scorecard (BSC) é um modelo que permite avaliar e medir o desempenho de uma empresa ou organização com base em objetivos e indicadores de desempenho (financeiros e não-financeiros) quantificáveis e qualificáveis. É, pois, uma ferramenta de suporte ao processo de gestão estratégica e de suporte à decisão, baseada em 4 perspetivas de análise, que refletem a forma como a organização está a cumprir a estratégia traçada.

A capacidade para reduzir o custo marginal da obtenção de dados, que após editados e transformados, serão a base para a tomada de decisão de praticamente tudo o que acontece nas organizações e a construção de dashboards interativos, automatizados e permanentemente atualizados são dois objetivos importantes e cada vez mais ao alcance do gestor financeiro. Estas mudanças, impostas pelas novas tecnologias de business intelligence, estão a tornar as competências de vários profissionais obsoletas.